terça-feira, 28 de setembro de 2010

entrelaçados

"Foi tudo tão rápido que não tive tempo de respirar. De repente, estavámos ali, do jeito que jamais imaginei. Sua boca, suave, encostada na minha. A minha, úmida e gelada fazia-te tremer levemente. Nossos corpos completavam-se, como se nossas texturas encaixassem perfeitamente uma na outra.
Fazia frio. Céu estrelado, lua cheia, entrelaçados. Tua mão em minha cintura, a minha em teu pescoço. Pessoas não são perfeitas, perfeitos são os momentos inesquecíveis."

Nenhum comentário:

Postar um comentário