terça-feira, 28 de setembro de 2010

Raiva

As vezes a raiva é tanta, que dá vontade de sair gritando noite a fora, descontar no primeiro que se ve, jogar tudo na parede. Ela te consome, faz a sua cabeça. Faz perder os sentidos e se descontrolar.
Mas se fica com aquela esperança de que algo funcione, porém tudo dá errado. Se tem vontade de gritar 'morra' a qualquer um que venha falar contigo, vontade de se trancar no quarto, vontade de chorar. Botar a culpa em alguém é sempre a primeira atitude que se toma. Parece que botando a culpa em outra pessoa, as coisas melhoram. Mas não adianta, porque o problema vai continuar lá, esperando, atormentando o seu dia. Nos momentos de raiva parece que tudo irrita, desde um simples 'oi' até uma musica. É algo passageiro, que ocorrem por motivos estúpidos, ou com razão. Algo que atinge a todos. A TODOS. E que pode acabar com uma situação alegre em questão de minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário